quarta-feira, 17 de abril de 2013

Primeiridade, Secundidade e Terceiridade.

Primeiridade é tudo que está na mente de alguém no instante presente e imediato,é a primeira sensação sentida.
"Consciência em primeiridade é qualidade de sentimento e, por isso mesmo, é primeira, ou seja, a primeira apreensão das coisas, que para nós aparecem, já é tradução, finíssima película de mediação entre nós e os fenômenos. Qualidade de sentir é o modo mais imediato, mas já imperceptivelmente medializado de nosso estar no mundo. Sentimento é, pois, um quase-signo do mundo: nossa primeira forma rudimentar, vaga, imprecisa e indeterminada de predicação das coisas."
 SANTAELLA, Lucia. O que é Semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2007

Secundidade é o factual, é a reação aos fatos externos, é o representar de si mesmo, é a ação do sentimento sobre nós.
"Certamente, onde quer que haja um fenômeno, há uma qualidade, isto é, sua primeiridade. Mas a qualidade é apenas uma parte do fenômeno, visto que, para existir, a qualidade tem de estar encarnada numa matéria. A factualidade do existir (secundidade) está nessa corporificação material."
SANTAELLA, Lucia. O que é Semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2007 

Terceiridade é a interpretação do fenômeno,é o terceiro dos 3 elementos que constituem as categorias universais do pensamento e da natureza.É quando um objeto passa a representar alguma coisa (signo).
 "Finalmente, terceiridade, que aproxima um primeiro e um segundo numa síntese intelectual, corresponde à camada de inteligibilidade, ou pensamento em signos, através da qual representamos e interpretamos o mundo. Por exemplo: o azul,simples e positivo azul, é um primeiro. O céu, como lugar e tempo, aqui e agora, onde se encarna o azul, é um segundo. A síntese intelectual, elaboração cognitiva — o azul no céu, ou o azul do céu —, é um terceiro"
SANTAELLA, Lucia. O que é Semiótica. São Paulo: Brasiliense, 2007 


5 comentários: